terça-feira, 17 de outubro de 2006

Love is...


Estou-me a sentir sozinha.

Não, eu não me estou a sentir sozinha…

Estou-me a sentir sem ti!

Não, não é sem ti.
É longe de ti!



O fogo ainda queima sem o teu toque,

A chama continua acesa mesmo sem vislumbrar o teu sorriso…



Consome a única coisa que há para consumir,

Um coração cheio…

O oxigénio está sempre no limite,

Atinge a maior concentração quando tu estás.

Sim, só quando tu estás…





Abre-se a janela,

Solta-se o vento.

Acaricia a chama,

Alimenta o fogo…

Tem sustento,

Espalha-se,

Consome…



É alimentado de beijos, olhares, toques, sorrisos…



Tu não estás aqui,

A janela permanece fechada.




O único oxigénio é…

a rosa de amor que está plantada no coração.



“E é amar-te assim perdidamente…”


“…fogo que arde sem se ver.”






 

3 comentários:

pipa disse...

...É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer.

(VIVA O AMOOOOOOR)

**************************BjO

Anónimo disse...

Dorei muito...
Continua assim!

HoneyWitch disse...

ta lindo querida..só tenho um reparo:

espero k n leves a mal até pk é um pormenor quase sem importancia...quando escreves "estou-me a sentir sem ti" não axas k ficarias melhor talvez: "estou a sentir-me..." o sentido não se altera é só pk m soa melhor mas não obstante adorei o post como sempre... =)